Estudar Fora

QUANTO DINHEIRO EU PRECISO PARA  ESTUDAR FORA?

Quando pensamos em estudar fora, o quanto isso pode nos proporcionar em experiência e o peso que fara na carreira, o desejo é parar tudo e se concentrar em pesquisar cursos, faculdades e países. Saber que cidade e qual cultura se encaixam mais e qual se parecem menos com você.

Estudar Fora
Estudar no exterior

E apesar de que toda essa pesquisa, que realmente é muito importante antes de começar a fazer as malas, o que muitas vezes acabamos nos esquecendo é o quanto isso pode custar. Por vezes, as pessoas pensam e mesmo dentro do Brasil, já estão pesquisando empregos temporários ou formas de trabalhar no país que escolhe como destino. Mas muitos cursos exigem muito tempo e dedicação do aluno, acaba não sobrando muito tempo para trabalhar e conseguir uma renda extra. Além de que alguns países também limitam a quantidade de horas que um estrangeiro pode trabalhar, o que dificulta ainda mais conseguir aquela renda extra pra fazer fechar o mês.

O jeito é se preparar antes de subir no avião. Pensando em te ajudar a avaliar essas questões, vamos te dar algumas dicas do quanto precisa para juntar para estudar fora do país.

Primeiro

A primeira questão é definir uma lista com alguns países, os cursos e as cidades que pretende ter como destino. Pode parecer que é só juntar uma grande quantia de dinheiro e então fechar os olhos e apontar algum lugar no mundo, mas é bem mais complexo. Não muito diferente do que o Brasil, cada cidade tem seu custo de vida. Pra te ajudar a escolher a cidade e o país, temos um post no blog que vai te mostrar tudo que precisa saber para escolher uma cidade com custo de vida anual e valores anuais de universidades que caberão no seu bolso. Nesse post você verá a grande diferença entre os países. Oslugares mais procurados como Estados Unidos e Reino Unido, só não ganham da Suíça, mas são os lugares mais caros do mundo para se viver. Países dentro da América Latina ou outros não tão cobiçados na Europa, como a Polônia, possuem custo de vida mais baixos. Outro ponto é o valor dos cursos, mais uma vez, os Estados Unidos e o Reino Unido também colecionam as universidades mais caras do mundo. Em comparação, outros países possuem cursos gratuitos ou com valores tão baixos de anuidade que poderíamos dizer que é praticamente degraça.

Pesquisar por estes itens é um ponto importante e o ponta pé inicial para planejar seus próximos anos acadêmicos longe de seu país.

Segundo

Agora que você já tem essa lista dos países, cursos e cidades, vamos ao próximo passo. A importância dessa lista deve ao fato de que você terá que lidar com algumas exigências, sendo que algumas exigências serão mais fáceis pra você cumprir, e outras serão mais difíceis. Por exemplo, países como o Canadá e a Alemanha, exigem a comprovação de um valor mínimo, em conta bancária, para que você se sustente no país durante o período de estudos, exigência feita apenas para os estrangeiros. E convenhamos que comprovar que você tem dinheiro guardado para um ou dois anos pode não ser tão fácil, principalmente dependendo do valor que exigem, e vale lembrar que exigirão um valor em Euros. Você pode receberá ajuda mensal vinda do seu país natal, eles aceitam este tipo de comprovante também, mas são coisas a se programar e ajustar com sua família também. Este é um ponto forte para sua decisão e não deve ser deixado delado.

Terceiro

Depois que você realmente já sabe desses detalhes, você poderá colocar metas para arrecadar dinheiro e se programar para a viagem. Já era hora, não? Lembre-se que não é necessário ter todo o dinheiro de imediato, por exemplo , para comprovar que , em caso de necessidade você tem alguém que pode te enviar recursos , basta  conseguir alguém com  reservas  e que certifique que te ajudaria , tal qual um fiador quando ajuda alguém a alugar um imóvel.

Alguns estudantes comentam que para estudar nos Estados Unidos o gasto é em média de R$ 100 mil reais por ano, isso só com gastos comuns, ainda é necessário somar o preço do curso que desejacursar.

Já no Reino Unidoeste custo fica um pouco mais barato, entorno de R$ 96 mil reais no ano, lembrando mais uma vez que é preciso somar ao valor do curso que pretende fazer.

Uma maneira de que seu intercâmbio fique mais barato é buscar por bolsas de estudos, que estão espalhadas para diversos cursos ao redor do planeta e facilitam muito com relação ao dinheiro. Temos um post especial sobre Bolsas de Estudos Internacional e como consegui-las. Também existem financiamentos que auxiliam a realizar estesonho.

Apesar do esforço e de toda burocracia envolvida na hora de fazer o intercâmbio, uma graduação ou uma pós-graduação no exterior, é um esforço que vale a pena e a recompensa você encontra tanto enquanto vive essa experiência, quanto também quando retorna ao Brasil com seu diploma, isso quando retorna! Muitas vezes pode encontrar um emprego por lá e todo o tempo e dinheiro gastos investidos te retornam em forma de um bom emprego no país em que tanto se esforçou paraestudar.

Vamos começar a economizar e planejar para alcançar seu sonho?

Related posts