O que não fazer no momento de sua entrevista de admissão?

O que não fazer no momento de sua entrevista de admissão?

O processo de seleção adotado pelas universidades dos EUA é muito diferente do brasileiro. No Brasil, os candidatos fazem apenas um teste de vestibular ou ENEM e os melhores são aprovados; Lá, você deve enfrentar uma série de etapas, que incluem evidências, provas, análise da história da escola e atividades extracurriculares e entrevista de admissão. 

 

A maioria das entrevistas de admissão destinam-se a identificar se o aluno tem o perfil da universidade, e isso é importante não apenas para o avaliador, mas também para o candidato. 

 

Esta seleção é chamada de holística, pois avalia o candidato como um todo, compreendendo suas paixões, interesses e resultados além dos estudos. 

 

Neste artigo preparamos algumas dicas do que não se falar na sua entrevista de admissão para causar uma boa impressão



Como se preparar para a entrevista de admissão

Prepare-se para uma entrevista não apenas significa colocar suas melhores roupas profissionais e fingindo. Hoje em dia, há tantas pessoas em todas as idades que competem por vagas cobertas em universidades, que é extremamente importante saber como se comportar e, acima de tudo, merece ser admitido. 

 

Se você tem 100% de certeza sobre o curso, ele certamente investigará tudo com antecedência. Ter preparado respostas para alguns problemas que podem ser localizados na agenda durante a entrevista: por que você quer ser admitido neste curso? Por que a universidade deveria admitir você? Por que você escolheu este curso? Por que você acha que se encaixa nisso? Universidade? Como você pode contribuir para este curso?

 

Depois de entender as respostas a essas e outras questões, você se sentirá muito mais seguro no momento da entrevista.



Não focar nas experiências positivas

Quando eles são abordados em suas experiências anteriores, destinam-se a se concentrar em experiências positivas. Se você tiver que falar sobre algum fracasso, tente resolver o problema de uma maneira natural, sem culpar alguém.

Não ter cuidado ao falar sobre o tempo livre

“Relaxar” ou “Ficar no Instagram” são respostas muito fracas sobre o questionamento. A vida universitária obviamente não é apenas um emprego, e os recrutadores estão procurando estudantes que fazem coisas interessantes e produtivas, mesmo que não estejam. Seja criativo ao abordar as atividades que você faz em seu tempo livre.

 

Evite também as respostas que não são sinceras. A lavagem dos pratos em um assistente comunitário é admirável é importante, mas provavelmente não é considerada um hobby. Em geral, as melhores respostas mostram aqui que têm paixões da sala de estar e não necessariamente em atividades extracurriculares, e como estão abertas para vários interesses. 



Não demonstrar interesse

Deixe claro as razões que fazem você acreditar que a universidade é ideal para você, a localização, as conexões, os professores, os conteúdos.

 

Fale também sobre seus pontos fortes, e como isso pode ajudar você a se destacar na universidade. Não é muito fácil, mas é sempre importante relacioná-los com as ações realizadas e resultados obtidos devido a eles. Para os pontos para melhorar, mostre que você está ciente do que precisa melhorar e como você pode minimizar os impactos.



Não perguntar tudo sobre a universidade

Sair da entrevista de admissão é um grande erro. Você pode ser escolhido e se frustrar mais tarde. Portanto, certifique-se de tudo o que você acha importante: quem são as pessoas da área que aprenderam na universidade. Como as empresas enxergam os currículos de alunos da universidade, como eles saem após o curso, tudo o que achar necessário.

 

A dica é elaborar uma lista anterior de perguntas sobre o programa ou a universidade, isso mostra interesse em explorar a entrevista e os responsáveis por ela vão gostar disso. Evite perguntas, cuja resposta pode ser encontrada no site da universidade. Faça uma breve pesquisa sobre a história da universidade antes da entrevista de admissão.



Não contribuir para a conversa

Mesmo se a responsabilidade de manter o bate-papo não é sua, é interessante explorar diferentes possibilidades dentro da conversa se for relevante para o contexto. 

 

Usando o bate-papo a seu favor, você pode demonstrar pontos específicos que o recrutador está procurando. Por exemplo, se o assunto for um projeto em que você trabalhou, continue a discutir suas experiências profissionais e comentar outros eventos interessantes em sua carreira. 

 

Escape do SIM ou nenhuma resposta monossilábica: mostra que você sabe do que está falando e dê a sua opinião sobre os assuntos quando solicitado. Vale a pena tomar cuidado para não cair no problema oposto e espalhar excessivamente. Sempre fique com um olho nas reações do entrevistador e ajudará você a entender quando é hora de falar ou não.



Conclusão

A melhor maneira de ir bem em uma entrevista é se preparar antecipadamente. Saiba que possíveis que podem ser feitas para não ser pego de surpresa.

 

Uma entrevista não é apenas saber se você é um bom candidato para o curso, mas também se o curso é a melhor opção para você. 

 

Seja calmo e sincero, assim, você e o entrevistador podem chegar à conclusão se este é o curso e a universidade certa para você. 

 

Durante a entrevista, o melhor para fazer é tentar relaxar. O nervosismo só piora a situação. Quando você se acalma, você se sente mais confortável. Pense na entrevista como uma conversa como qualquer outra, e não como interrogatório. Além disso, mais relaxado, você será capaz de expor suas ideias e se apresentar para o entrevistador.